Popular Posts

Google+

Feed

Seguidores


Em Fahrenheit 451 os livros foram proibidos por causa das exigências de minorias sensíveis, que cada vez mais se sentiam tristes por causa do que era dito nos livros. Assim, em nome da felicidade, os livros foram cada vez mais censurados até o ponto de serem proibidos.

O protagonista, Guy Montag, é bombeiro, uma profissão que devido a diminuição dos incêndios por causa de avanços tecnológicos ficaram com o trabalho de queimar os livros e proteger a felicidade. Depois de anos em serviço e de uma depressão sem fim ele conhece Clarisse McClellan, uma adolescente cheia de vida e inteligente que desperta em Montag um desejo de conhecimento. A trama a partir desse ponto se desenvolve com a luta interna dele contra seu medo e sua curiosidade.

Minha parte preferida é o discurso do Capitão Beatty, superior imediato de Montag no corpo de bombeiros. É uma reflexão bem construída e passada num tom apaixonado de um verdadeiro crente e tem um poder de persuasão gigante. A história termina com uma lição de perseverança que coloca as coisas em perspectiva.

Copyright © (un)Known Reader | Powered by Blogger
Design by Duan Zhiyan | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com